31 de março de 2014

Projecto 365 - #137-143

Ou a semana da Futurália, em que me fartei de comer bolas de Berlim e farturas mas não me lembrei de fotografar nenhuma. Mas também quem se dá ao trabalho de fotografar farturas e bolas de Berlim se o melhor mesmo é comê-las?

23 de março de 2014

19 de março de 2014

Curtas: A Grande Revelação (Bridgertons, #4), A História Interminável

Título: A Grande Revelação (Bridgertons, #4)
Autor: Julia Quinn
Ficção | Género: romance histórico
Editora: Asa | Ano: 2014 (originalmente publicado em 2002) | Formato: livro | Nº de páginas: 376 | Língua: português

Como me veio parar às mãos: foi comprado este ano, não no dia em que saiu mas quase. :D

Quando e porque peguei nele: li-o de 12 a 15 de fevereiro, porque Colin e Penelope! <3

Opinião: Ah! Regressar a uma das minhas autoras preferidas! A uma das minhas séries preferidas! Ao meu livro favorito da dita série! Ao meu casal preferido de todo o sempre! *suspira e abraça o livro até mais não, ou faria se não o tivesse emprestado porque este é o livro que se compra, as vezes que tiverem de ser precisas, para emprestar a toda a gente e mais alguém*

Pouco mais tenho que acrescentar ao que escrevi previamente, a quando da minha primeira leitura, mas talvez deva salientar que algumas das atitudes do Colin, depois de descobrir o segredo de Penelope, não caíram muito bem em mim. Ok, eu entendo a preocupação, mas achei que a sua reação era algumas vezes demasiado violenta e desproporcionada, quase como se ele tivesse mais medo de ser afastado da sociedade do que ela. :/ Mas, opá é tão bom! <3

Veredito: Para ter na estante. E ler e reler vezes sem conta. *suspira*

Título: A História Interminável
Diretor: Wolfgang Petersen
Adaptação de A História Interminável de Michael Ende por Wolfgang Petersen, Herman Weigel e Robert Easton
Atores: Noah Hathaway, Barret Oliver, Tami Stronach

Mais informação técnica no IMDb.

Opinião: Andava eu a fazer zapping (porque há dias, são poucos mas há realmente dias, em que consigo ter tempo para mim e para a TV \o/ ) quando, de repente, começo a ouvir uma música conhecida. Ah, os anos 80! Tão bons em música e ridículos em moda... Mas dizia... Como há muito tempo (anos!) que não via o filme e depois do artigo sobre histórias dentro de histórias (de que falei no SLNB de janeiro), resolvi revê-lo.

Os efeitos especiais e as criaturas fantásticas parecem agora um pouco ridículas numa época em que o CGI abunda, ainda que nem sempre com qualidade, mas confere um aspecto ingénuo à história que uma imagem mais atual e digital seria capaz de esbater. Acaba por fazer lembrar o brincar com bonecos de peluche, por fazer lembrar o imaginário infantil. O aspeto kitsch, digamos assim, contribui para a história e para a caracterização da própria Fantasia. Não digo que tenha envelhecido bem mas também não lhe mudaria nada.

Resta agora ler o livro.

Veredito: Deu na televisão pelo que se perde pouco com isso, mas para quem cresceu com o filme parece-me que está perto de um vale o dinheiro gasto.

16 de março de 2014

Projecto 365 - #123-129, inclui pilha de livros (7) e quando não estou a ler (14)

Mais uma semana (algo caótica) em imagens. Não são grande coisa mas no meio de dias atarefados e com mini maratonas pelo meio ( *\o/* ) é o que se vai podendo fazer. :)

12 de março de 2014

Só Ler Não Basta #14.1 - Leituras de Março


Nesta primeira parte trazemos, como é hábito, as nossas leituras internéticas e livrescas, bem como lançamos o tema deste mês que se centrará na literatura no feminino! Apanhando a boleia do Dia Internacional da Mulher, bem como do facto de este ser o ano do ReadWomen, pensámos dedicar o mês de Março às autoras e personagens femininas. Não queremos que seja uma guerra dos sexos, mas a verdade é que a igualdade de géneros, em diversas áreas (e não me refiro só a geográficas), ainda não é algo garantido. Será a literatura gender blind?


Artigos interessantes:


Leituras:
Diana: The Eagle and The Raven, de Pauline Gedge
Telma: Mil Novecentos e Oitenta e Quatro, de George Orwell
Carla: O Meu Programa de Governo, de José Gomes Ferreira

Podem dar a vossa opinião sobre o tema no nosso grupo do Goodreads. Podem encontrar um índice da conversação no Youtube e caso prefiram ouvir em vez de assistir ao vídeo, podem seguir este tutorial para converter o vídeo em ficheiro MP3.

10 de março de 2014

Discussão: The Mysterious Death of Miss Austen

Nas últimas semanas (último mês?), Slayra do Livros, Livros e mais Livros e eu resolvemo-nos a fazer nova leitura conjunta depois do sucesso estrondoso das duas primeiras! xD

Ponto positivo? Acabei o livro! *faz dança da vitória* Ponto negativo? Título e sinopse enganadoras. Podem ler mais sobre o que achámos da leitura aqui.

Sobre o livro:
Autor: Lindsay Ashford
Ficção | Género: ficção histórica
Editora: Honno | Ano: 2011 | Formato: e-book | Nº de páginas: - | Língua: inglês


Projecto 365 - #116-122

Mais uma semana que passou em imagens, algumas tiradas nos mesmos dias porque há outros em que uma pessoa nem se lembra de outros projectos que não o trabalho.

4 de março de 2014

Frozen

Diretor: Chris Buck, Jennifer Lee
Baseado na história The Snow Queen de Hans Christian Andersen por Jennifer Lee, Chris Buck e Shane Morris
Vozes: Kristen Bell, Idina Menzel, Jonathan Groff, Josh Gad

Mais informação técnica no IMDb.

Opinião: Tinha algum receio em ver este filme já que era promovido como "the greatest Disney Animated event since The Lion King" e, quer dizer, eu adoro "O Rei Leão", é das melhores coisas que a Disney fez e é difícil, pelo menos para mim, ser destronado pelo que ser usado como comparação é de me pôr de pé atrás. Até porque, apesar de não ter (ainda) visto tudo o que veio depois de "O Rei Leão", não deixa de haver filmes que tendo vindo depois e não tendo um lugar tão especial no meu coração, não deixam de ser magníficos, como "Mulan", "Pocahontas" e mesmo "O Corcunda de Notre Dame", e de ter bandas sonoras fantásticas, com músicas que ficam no ouvido, como "Reflection", "Colours of the Wind" e "Hellfire". Posto tudo isto, sim tinha algum receio daí não ter prestado muita atenção a trailers, não ter criado expectativas e ter pouca ou nenhuma curiosidade em vê-lo, até que saiu e começaram a falar dele, o que nos leva ao fatídico momento em que vi, perdão, ouvi "Let It Go" e a música jamais me saiu da cabeça.

Não sei se acontece o mesmo convosco mas, por vezes, as músicas tocam sem parar na minha cabeça e a única maneira de as exorcizar, digamos assim, é ver n vezes o videoclip ou, quando isso não chega e se trata da banda sonora de um filme, ver o mesmo. Foi o que tive de fazer neste caso pois mesmo depois de ter visto vezes sem conta o clip, até em português, ela insistia (e insiste) em não sair da minha cabeça. E o ter ganho o Óscar não parece ajudar, pelo contrário, quase que pareço a Olive mas a cantar isto em vez do "Hopelessly Devoted To You". *suspira por não ter um Digby com quem fazer dueto* Onde é que eu ia mesmo... Ah pois, voltando ao filme, lá me decidi a vê-lo e... foi bom. Foi muito bom, mas estamos a falar de uma animação da Disney, como é que poderia ser de outra forma? :P

A animação é muito boa (a construção do palácio de gelo em 3D deve ser fenomenal), as músicas estão muito bem conseguidas (adivinhem qual é que se destaca?! :P) e o humor é hilariante, nem que seja por Olaf não saber o que acontece aos bonecos de neve no verão. xD No entanto, esperava que fosse mais a história de Elsa do que a de Anna. Devia ter sido a primeira a salvar a irmã e desse modo aprender a controlar os seus poderes. No filme, peço imensa desculpa, mas a resolução foi simplista e, digamos, bastante parva. A Elsa consegue controlar os seus poderes por causa do amor?! Porque lhe dizem "ah e tal o amor"?! E ela "OMD! porque não disseram amor antes?! *controla os poderes que durante uns 10 anos a forçaram a manter-se isolada de tudo e de todos, tornando todo o seu esforço em vão porque... amor*" *Carla revira olhinhos*

Mas yay por laços familiares serem mais fortes que paixão. Amor de família rulla! Yay por o "amor à primeira vista" não resultar, mas não deixar de ter a sua piada! Yay pelo Olaf ser tão ingénuo e fofo! <3

Concluindo, é um muito bom filme, tem o seu encanto apesar de a promoção ser, parece-me, exagerada, pois fez-se muitas coisas boas depois de "O Rei Leão", e achar que podiam ter seguido outro caminho, nomeadamente explorarem melhor o isolamento e os poderes da Elsa.

Veredito: Vale o dinheiro gasto. Podem ler outra opinião aqui.

2 de março de 2014

Projecto 365 - #109-115

E novamente trago a última semana em imagens, se bem que 4 foram tiradas nos mesmos dois dias. Quinta feira e sábado não tirei fotos, mas as de quarta e sexta compensam.

Fevereiro 2014

O mês até foi algo calmo, deu para ir lendo tranquilamente, exceptuando a última semana que foi de doidos e a leitura relegada para outro plano porque... sono. E os próximos meses também parecem ter um potencial doido elevado, mas a ver se com este aviso prévio consigo organizar-me e, bem, fazer algo mais que chegar a casa e dormir que nem uma pedra.

Livros lidos:
  1. Whisper of Jasmine [e-book] de Deanna Raybourn - Se fosse emprestado pouco se perdia com isso
  2. Uma Bruxa em Apuros (Rachel Morgan, #1) de Kim Harrison - Não acabei
  3. Waking Kate [e-book] de Sarah Addison Allen - Vale o dinheiro gasto
  4. A Grande Revelação (Bridgertons, #4) de Julia Quinn - Para ter na estante
  5. Neverwhere [áudio-livro] de Neil Gaiman - Vale o dinheiro gasto
Filmes vistos:
  1. Then She Found Me - Deu na televisão e pouco se perde com isso
  2. (*) Gru, o Maldisposto - Vale o dinheiro gasto
  3. (*) Bernardo e Bianca na Cangurulândia - Emprestado e pouco se perde com isso
  4. Frozen - Vale o dinheiro gasto
  5. (*) Romeo + Juliet - Vale o dinheiro gasto
  6. Zombieland - Vale o dinheiro gasto
Ofertas:
  1. Whisper of Jasmine [e-book] de Deanna Raybourn, grátis na Amazon
  2. Neverwhere [áudio-livro] de Neil Gaiman
Compras:
  1. A Grande Revelação (Bridgertons, #4) de Julia Quinn

Desafios:
Desafio 2014 ou Desafio Mini-pilha - adquiri 3, li 4 e não acabei 1, no entanto saldo de dois livros retirados à pilha! \o/
Disney Movie Challenge - 6 filmes vistos de 98.

Artigos:
  • O DRM vai matar os e-books. Não basta uma companhia fechar a conta de um utilizador sem nenhum aviso prévio, como aconteceu há tempos com a Amazon que fechou a conta de uma utilizadora que de um momento para o outro ficou sem os e-books que havia adquirido, como agora por updates de sistemas pode vir a acontecer o mesmo. Sim, aparentemente quem compra não tem direito a realmente possuir o e-book mas então devolvam o dinheiro, não? Parece que a Adobe resolveu rever a coisa e não vai forçar, esperando que as editoras então decidam quando implementar. Até entendo os upgrades mas fazê-lo retrospectivamente parece-me um abuso.
  • Coisas que me fizeram rir pela altura do dia dos namorados: videojogos reinventados como romances e guia para o romance segundo A Game of Thrones.
  • Ainda sobre a JK e as suas dúvidas quanto ao par Ron/Hermione aqui e aqui
  • OMD *suspira e desfalece com os poemas lidos pelos atores britânicos, entre os quais o Tom*

Só Ler Não Basta #13.2 - Clássicos


Clássicos, clássicos everywhere! Este vídeo é basicamente isto e acabou numa lista enorme de livros mencionados que podem encontrar no Youtube, juntamente com o índice da conversa, ou em quase todas as listas entituladas "livros que deve ler antes de morrer". :P


Podem ler também outras opiniões sobre o tema no nosso grupo do Goodreads. Caso prefiram ouvir em vez de assistir ao vídeo, podem seguir este tutorial para converter o vídeo em ficheiro MP3.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...